Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sal e Pimenta

Não é um blog de culinária...

Sal e Pimenta

Não é um blog de culinária...

desafio de escrita dos pássaros #17

Para esta semana, o tema é:

Luz e sombra: Ainda não entendi o que é para fazer

e dando continuação ao desafio anterior

Cheguei da Lapónia com a companhia da Rena Rudolfo e do Pai Natal.

Passou o natal, passou o ano novo.

Os pássaros continuam na gaiola, e eu esqueci-me deles e de escrever o ultimo desafio. Era só para os deixar mais uns dias fechados? a resposta é Não.

Agora vou abrir a Gaiola e cada um vai à sua vida.

Uma vida feita de luz e sombra.

Uma vida onde há dias de sol e outros de chuva.

Onde há noite e há dia.

Onde há tristeza e alegria.

Onde há vida e há morte.

Onde há guerra e há paz.

Onde há amor e há ódio.

Onde há chegadas e partidas

E eu, estou de partida

Foi muito bom e enriquecedor ter feito parte deste desafio.

mas há inícios e finais. ciclos que se fecham, para que outros se abram nos nossos caminhos por vezes cheios de pedras, outras vezes planos, outros de areia com a água do mar a molhar os nossos pés, e os relvados para que os nossos pés sintam o contacto directo com a terra, aquela que não deixo criar raízes e sigo em frente.

A vida tem tantos caminhos para percorrermos, onde há sombra e luz

Até Sempre.

 

Fica aqui o caminho percorrido:

Tema 1

Tema 2

Tema 3

Tema 4

Tema 5

Tema 6

Tema 7

Tema 8

Tema 9

Tema 10

Tema 11

Tema 12

Tema 13

Tema 14

Tema 15

Tema 16

 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Just Be 09.02.2020

    A minha escrita não vai ser escondida, mas a minha identidade será de certeza.
    Estou feliz na minha nova casa.
    E mesmo que entre em desafios, e não escrever uma semana, temos pena, nunca irei escrever sem sentir ou por obrigação.
    Quanto a regras, se me apetecer escrever 1 ou mais de 400 palavras, escreverei o que tiver que escrever. Ninguém me irá impor o numero de palavras, porque as deixei de contar. A minha escrita não será medida em números, mas naquilo que sinto.
    Feijocas da Lagoa para o Rio
  • Imagem de perfil

    Sarin 09.02.2020

    Ao entrar num desafio, entro para cumprir as regras - é a minha postura. Não é a de outros, e isso será opção de cada um, mas esse é um dos motivos pelos quais não voltarei a participar em desafios do género.
    Não me apetece desenvolver temas impostos (a tal obrigação) num desafio cujas regras existem para nada :)
    Desrespeitá-las é uma opção - mas isso não é participar no desafio, é apenas usar o tema.
    Contar as palavras exige síntese - e leva ao corte do supérfluo, estimula o uso das figuras de estilo, conduz ao desenvolvimento de uma ideia coesa.

    Houve muitos textos de muitos participantes que ultrapassaram as 400 palavras - mas apenas recordo dois que penalizariam a história contada se obedecessem ao número de palavras. Todos os outros caberiam perfeitamente em menos palavras, se tivessem feito um esforço - o desafio de escrita :)
    Que não reduz a escrita de ninguém a números, antes a estimula por exigir criatividade também na exposição da ideia.
    Mas, claro, esta é a minha opinião e cada um fará como entender ;)
    Feijocas do rio para a lagoa (sabes que esta nossa despedida é muito incomum, certo? Por isso a evitei nos primeiros comentários na tua nova casa ;))
  • Imagem de perfil

    Just Be 01.03.2020

    Olá,
    Só agora, vi o teu comentário. Vim aqui arejar a casa e tinha este postal no correio.
    Agora estou a escrever muito menos de 400 palavras e vou voando na escrita, sem stress.
    É claro que as regras são para cumprir, mas no desafio em que participei, muitas vezes as regras não eram cumpridas e ninguém era penalizado.
    Por isso deixei de levar a sério a palavra "desafio"
    Porque ou as regras eram cumpridas e respeitadas por todos, ou não existindo penalizações, como deixar de participar no desafio, então as regras impostas não fazem qualquer sentido.
    Eu cumpri, sempre as 400 palavras e devo dizer que tive alguma dificuldade no inicio, a certa altura comecei a entrar na brincadeira, porque realmente, as regras foram criadas, mas nunca impostas.
    Logo nos primeiros desafios houve palavras a mais, textos que não estavam lá à sexta feira às 15:00 e por aí via.
    Mas não fui eu que criei o desafio e portanto não sou eu que vou dizer o que se deve ou não fazer a quem não cumpre as ditas regras.
    Então porque existem?
    Não sei
    Saberás? Algo que eu não sei
    Tiveste algum stress?
    Ou simplesmente viste o mesmo que eu? Regras que existiam na teoria, mas não na prática.
    Feijocas da Lagoa para o Rio


  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.