Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sal & Pimenta

Não é um blog de culinária, mas pode ser se o aplicarmos à nossa vida, ao nosso quotidiano e ao que nos rodeia.

Sal & Pimenta

Não é um blog de culinária, mas pode ser se o aplicarmos à nossa vida, ao nosso quotidiano e ao que nos rodeia.

Olá Outono

23.09.19

Olá Outono,

Chegaste, e não estou assim tão feliz, porque vens com os dias mais curtos, e eu gosto de dias longos...e tu sabes disso. 

Vens com os primeiros dias de frio, e as primeiras chuvas e eu tenho que mudar os pneus do meu carro antes das chuvas, e isso querido Outono custa dinheiro.

Mas por outro lado vens com cor, com a folhagem das árvores em cores maravilhosas entre amarelo, vermelho e castanho, isso já gosto, porque dão fotografias lindas, embora melancólicas. 

Contigo as folhas caem e o meu cabelo também. 

Fazes-me querer ficar mais em casa, a ler nos dias de chuva. E com isso, vou petiscando e por consequência, fazes com que engorde.

Coloco uma mantinha na cama e outra no sofá. E fico embrulhada nessa mantinha, mexo-me menos e isso não é bom, por causa do colesterol.

Mas contigo vem sempre as novas temporadas das minhas séries favoritas...porque sabes que fico mais por casa. És esperto. Mas não penses que gosto mais de ti por isso...sabes já dá para gravar e ver a qualquer hora. E prefiro ver tudo de uma vez. 

Pronto chegaste, e eu não posso fazer nada, então que assim seja e despacha-te a ir, porque o inverno não é muito melhor, mas tem o Natal e o meu Aniversário.

falling-leaf-691524_1920.jpg

 

 

Livros na minha biblioteca

22.09.19

Este livro fala em pormenor do que comecei a escrever esta semana e irei terminar na próxima semana. Aliás serviu de inspiração para adotar novos hábitos na minha vida.

 

Espero que goste da minha escolha desta semana.

 

Para saber mais basta ir a Wook

 

Wook

Sinopse Wook:

SINOPSE WOOK:

"Filosofia de vida com base nos cinco "erres": refuse (recusar), reduce (reduzir), reuse (reutilizar), recicle (reciclar) e rot (decompor)

Que tal implementar em sua casa e na vida uma filosofia de desperdício zero? Com este livro, aprenderá a erradicar o lixo da sua vida passo a passo.

A autora demonstra os benefícios que usufruímos de um estilo de vida sem desperdícios: para isso, basta recusar aquilo de que não precisamos, reduzir o consumo, reutilizar e reciclar tudo aquilo que não podemos recusar.

Deste modo, melhorará o seu estilo de vida, a sua saúde, poupará mais dinheiro e tempo, e proporcionará um futuro melhor para si, para a sua família e para o planeta."

101.jpg

 

Sinto-me grata por...

21.09.19

Sinto-me grata por muitas razões:

Apesar dos acontecimentos do ultimo ano, ainda consigo sorrir

Por consequência desses acontecimentos, passei a dar mais importância ao que realmente importa e deixar de me preocupar com que nada interessa.

Reaprendi a viver sozinha e descobri que até gosto, o medo que eu tinha de ficar só, era irracional, afinal eu já estava sozinha, só não tinha percebido. Estou grata por me ter voltado a amar.

A par com o fim de um relacionamento de 21 anos, lutei sempre que possível, com boa disposição, durante todo o processo de doença, e estou grata por estar viva. 

Tenho um trabalho que gosto, apesar de há um ano viver stressada, hoje levo tudo com mais leveza e portanto aprendi a não me stressar. 

Era super controladora e organizada, e agora sou muito mais leve, e deixo fluir. Senão lavar a louça à noite, paciência, se não fizer isto ou aquilo hoje, fica para amanhã. Estou grata porque ainda ninguém morreu por causa disso.

Estou no geral mais tranquila, mais feliz e sinto-me mais viva.

E descobri que viver é passar, pelo que é bom e pelo que é mau. É chorar, é rir, é dançar descalça sozinha no meio do areal, é cantar enquanto conduzes, mesmo desafinada, mas feliz.  

E por tudo o que passei estou grata, porque hoje sou muito mais feliz, livre e solta.

person-978018_1920.jpg

 

 

 

desafio de escrita dos pássaros #2

Um estalo por amor

20.09.19

Maria conheceu o Rui na faculdade, e começaram a namorar. Estavam tão apaixonados que viviam um para o outro, Maria, já não ia beber uns copos nem a jantares de curso com os seus colegas. Rui estava sempre disponível para ela, e assim ela retribuía esse amor.

Quando ele propôs irem viver os dois para o mesmo quarto, para pouparem dinheiro e passarem mais tempo juntos, Maria achou que fazia sentido. E assim, também acabou por deixar de estar com as amigas.

Quando resolveram casar, Rui propôs uma festa íntima, só com a família mais chegada, para pouparem. Maria concordou, afinal ele estava a pensar no futuro de ambos.

Foram de lua de mel. O rapaz que servia bebidas foi simpático com Maria, como era com todas as clientes que servia na piscina daquele hotel e Rui ficou furioso. Maria não entendeu a sua reacção e ele explicou que se ela não tivesse aquele biquíni tão reduzido não teria os homens todos a olhar para ela.

Maria era uma rapariga linda, alta, corpo atlético, de cabelos longos ondulados e pele morena. Maria concordou e mudou para um fato de banho mais fechado.

Antes do jantar, Maria vestiu um lindo vestido branco, de alças finas onde realçava toda a sua beleza. Ao atravessar o átrio todos os homens olhavam para ela. Rui enfureceu-se, e nem chegaram à mesa, agarrou-a com toda a força por um braço e regressaram ao quarto.

Maria ainda suplicou e disse que a estava a magoar e perguntou: O que se está a passar? Ao que ele responde: Onde é que tinhas a cabeça para ires vestida assim? Maria continuava sem entender. Queres o quê? Deixar-me louco, ou apenas sentes prazer em te comportar como uma prostituta?

Ela pensou que ele estava louco e sem demoras disse que ia jantar com aquele vestido, mesmo que sozinha, seguindo em direcção à porta, onde não teve tempo de chegar. Rui num acto de fúria deu-lhe um estalo, arrancou-lhe o vestido e disse, agora se quiseres já podes ir, se é o corpo que queres mostrar aos outros, então mostra tudo de uma vez. Maria estava no chão a soluçar e ele então pediu-lhe desculpa e ela perdoo-o.

Passados 10 anos, Maria perdera o brilho nos olhos, estava só, deprimida e levava sovas do marido quase todos os dias. E tudo começou com um estalo por amor.

girl-690327_1920 (1).jpg

Reduzir

19.09.19

Menos Desperdício - #Reduzir

 

Reduzir aquilo que não precisa e já não pode recusar, pois já foi comprado e está em casa.

 

mug-2585528_1920.jpg

Este é o passo de limpar tudo que temos, mas que não precisamos. Neste processo percebemos que só utilizamos e precisamos de cerca de 20% do que temos.

Também reflectimos sobre o tipo de consumo que tivemos no passado, que temos que ter no presente e futuro. Neste processo vamos dar mais importância à qualidade em vez da quantidade. Aqui também comecei a dar mais importância ao que não é material e deixei  de sentir tanta necessidade de bens materiais.

Comece por se livrar de tudo o que comprou no passado e que não tem qualquer utilidade.

Faça doações ou coloque à venda em lojas que vendem produtos em segunda mão de tudo o que não usa e não precisa. Por um lado está a ajudar quem realmente precisa e também ajuda o comércio local.

Pode também vender nas várias lojas que existem online. Falar com amigos, familiares e colegas de trabalho.

Doar a escolas, creches, lares, sociedades protectoras de animais (toalhas, cobertores e lençóis).

Também pode ter artigos que nunca usou e utilizar como futuro presente.

Outra forma que descobri, foi a de deixar algo ao lado do caixote do lixo, em zonas mais carenciadas, mas de forma que se perceba que não é lixo. Passado uma hora já lá não está nada.

Vai descobrir que quanto menos tem, mais fácil vai ser de limpar, arrumar ou de deitar fora mais tarde. Por isso livre-se de tudo de uma vez.

Mas não é para se livrar de tudo e voltar a comprar

A ideia é perceber que se pode viver com menos e não cometer os erros de consumo do passado.E vai sentir uma sensação de libertação tremenda. Vai-se sentir muito mais leve.

No inicio pode parecer difícil, mas REDUZIR é melhor começo na minha opinião. E assim começa a caminhada para uma vida com menos desperdício.

Aprenda a REDUZIR e Seja Feliz

 

E se gostou e não quiser perder pitada de Sal e Pimenta subscreva por email.

 

Menos Desperdício - Recusar

18.09.19

Menos Desperdício - #Recusar

 

O primeiro passo para fazer menos desperdício é o de recusar. Claro que este deveria ter sido o meu primeiro passo, mas só com a aprendizagem é que temos um melhor entendimento e vamos melhorando.

hands-3574770_1920.jpg

 

Temos que começar por recusar o que não precisamos. Vivemos numa sociedade consumista, no entanto nem sempre o desperdício que levamos para casa é fruto das compras que fazemos.

 

Por exemplo, saímos de casa e temos no para-brisas do nosso carro publicidade de uma qualquer empresa ou serviço. Esse papel está lá, no entanto, não precisamos, nem comprámos, mas é lixo.

 

Vamos a uma conferência e dão-nos blocos e canetas. Que giro!! Será que não temos canetas suficientes em casa para o resto da nossa vida? Então passe a levar o seu bloco e caneta e recuse a que lhe estão a oferecer. Afinal não precisa dela.

 

E quando vamos a feiras, festivais ou outro qualquer evento e oferecem todo o tipo de brindes e publicidade e claro acabamos por trazer imensos folhetos, calendários, mais canetas, blocos entre outros. Será que precisamos? Não, então recuse. Tire umas fotos daquilo que poderá ter interesse e não traga lixo para casa.

 

E a publicidade na Caixa do correio? Precisa de ter folhetos em papel? Não, então recuse. Pode perfeitamente ver tudo online. Por isso recuse, coloque lá a etiqueta a dizer que não quer publicidade. Nem imaginam a quantidade de desperdício em papel ao fim de um ano que essa publicidade causa.

 

Escolha Recusar Plástico

 

É muito importante recusar todo e qualquer tipo de plástico. Afinal em muitos casos só usamos durante uns minutos e vai ficar no planeta por 400 anos. Por exemplo: Copos descartáveis, cotonetes, talheres, sacos de compras, absorventes, garrafas de água e por aí vai.

 

Já existem imensas alternativas a tudo o que é plástico.

 

Recuse mais plástico e contribua para um planeta mais Feliz. Assim no futuro todos iremos ganhar.

 

No inicio pode parecer difícil, mas RECUSAR é muito importante para o caminho de uma vida com menos desperdício.

 

Aprenda a RECUSAR e Seja Feliz 

 

E se gostou e não quiser perder pitada de Sal e Pimenta subscreva por email.

 

Vamos desperdiçar menos?

17.09.19

Com a Simplicidade veio a redução de Desperdício

 

De uma forma muito natural com a Simplicidade veio a redução de desperdício. Hoje estou sempre à procura de formas para reduzir o desperdício.

retro-731836_1920.jpg

Foi uma transição muito natural, pois comecei a perceber que não precisava de tanta tralha. E por consequência também comecei a perceber que se onde eu vivo a poluição quase não existe, já noutros lugares do mundo ela existe e um dia chegará aqui.

Se eu tenho um mar e um areal limpos que com muito orgulho exibem todas as bandeiras de qualidade desta praia, o mesmo já não acontece noutros sítios, onde outrora foram verdadeiros paraísos.

E após ter tratado da questão da casa em termos práticos a nível de arrumação, comecei a perceber que no dia a dia produzia muito mais lixo de que deveria.

Então comecei passo a passo a diminuir o desperdício. Quero referir que este processo demora o seu tempo. E muitas vezes temos que ir fazendo ajustes. Nem 8 nem 80.

Tem que haver um equilíbrio. Vai experimentar, errar e vai recomeçar, até chegar ao seu ponto de equilibro.

O objectivo não é deixar de produzir lixo, mas sim diminuir. Nada de radicalismos, pois não levam a lado nenhum.

Irei falar de cada um destes passos que passaram a fazer parte da minha vida nos próximos artigos.

Eu comecei não comecei exactamnete por esta ordem, mas fui percebendo que o recusar é fundamental e muito importante, no entanto, como se tratou de uma aprendizagem, vou aqui deixar os passos de que irei falar nos próximos post's.

 

1º Passo - Recusar tudo o que não preciso.

 

2º Passo - Reduzir aquilo que realmente preciso e não posso recusar.

 

3º Passo - Reutilizar tudo o que consumo e não posso recusar ou reduzir.

 

4º Passo  -  Reciclar tudo que não posso recusar, reduzir ou reutilizar

 

5º Passo - Compostar. 

 

Ao colocar em prática estes 5 passos o seu lixo vai diminuir radicalmente. Assim, vai reduzir lixo, vai poupar, vai ter uma vida mais saudável, vai aproveitar melhor o tempo e vai sem duvida ser mais feliz.

 

Objectivo: Menos desperdício e mais Felicidade.

 

E se gostou e não quiser perder pitada de Sal e Pimenta subscreva por email.

De consumista para uma vida mais simples

16.09.19

A minha história de consumista para uma vida com Mais Simplicidade

Vou contar novamente, como passei de consumista para uma vida com mais simplicidade.

home-2609600_1920.jpg

Quando a minha vida estava mais equilibrada, por volta dos 30 anos, passei a consumir mais. Afinal eu podia e merecia. Era assim que eu pensava. Não comprava porque precisava, mas sim porque queria e podia.

Tinha um apartamento de 120 m2, carro, emprego estável e sem preocupações de maior. Depois veio a crise, a grande crise que abalou todo um país. E com ela,  o emprego foi-se, a casa não era minha mas do banco, tal como o carro. Tudo o que tinha era uma ilusão.

Tive que mudar de cidade e de casa. Se estava habituada a viver em 120 m2 passei a ter que viver em 40 m2. Claro que mais de metade do que tinha teve que ser guardado num armazém até arranjar uma casa maior. Era uma situação temporária, jamais iria conseguir viver numa casa tão pequena por muito tempo.

Surpresa das surpresas, estou nela até hoje e já passaram quase 10 anos. E não pretendo mudar nos próximos tempos. Já não a acho pequena, mas acolhedora e com o essencial para a considerar o meu refugio.

No inicio coloquei na casa tudo o que era possível, mas com o tempo comecei a perceber que não precisava de cerca 80% do que tinha trazido da casa grande.

Afinal só precisava de um espaço para trabalhar, outro para relaxar, outro para sentar e comer, outro para preparar as refeições e por fim um quarto para dormir e uma casa de banho. E muito importante uma varanda onde relaxo ao fim da tarde a beber um chá e absorvo vitamina D. Ao fim da tarde é um verdadeiro ritual para mim, beber um chá relaxadamente com aquele sol mais morninho. Sou grata por ter esse momento todos os dias.

Já não preciso de tanta roupa, de tanta tralha que antes fazia parte da minha vida aparentemente feliz. Feliz sou agora que tenho pouco e dou valor ao que não é material. Ao sol que me bate na cara ao fim do dia, às minhas gatas que me acompanham nesta viagem por uma vida com mais simplicidade.

As mudanças por vezes são dolorosas no inicio, mas podemos aprender tanto com elas. Eu sou muito grata por ter feito esta mudança, pois hoje sou uma pessoa totalmente diferente. Aprendi que ser e ter não são a mesma coisa. Hoje sou realmente feliz, antes era uma felicidade ilusória.

Aprenda a viver com menos e vai ser muito mais Feliz 

E se gostou e não quiser perder pitada de Sal e Pimenta subscreva por email.

Bom Domingo

15.09.19

Relaxe, afinal é domingo.

 

Renove as suas energias. Vá até ao mar. Se não conseguir eu trouxe mar até si.

 

 

Feche os olhos e Inspire e Expire. Sinta apenas o seu corpo e a sua respiração.

Ao fim de 10 minutos já se vai sentir muito mais calma no seu corpo e mente.

 

Esteja no aqui e agora.

Não deixe que outros pensamentos o distraiam, mas não se culpe por eles aparecerem.

Volte à respiração e ao aqui e agora.

E faça isso sempre que venham outros pensamentos.

Concentre-se e sinta o seu corpo e a sua respiração.